domingo, 1 de dezembro de 2013

MAÇÃ DE ELEFANTE ( D I L L E N I A INDICA)

Ficheiro:Dillenia indica fruit.jpg

Fruto
Autor: Hyrtes em Wikipedia

Ficheiro:Dillenia indica - Carmo's Park 3.JPG

Autor: Icleao
Parque do Carmo

Ficheiro:Dillenia indica.jpg
 Autor: Scott.zona

Também gosto de postar sobre árvores úteis e esta é um exemplo porque se utilizam frutos, folhas e tronco. Como verão no informativo abaixo, as utilidades são muitas e variadas.

Maçã-de-elefante, árvore-do-dinheiro, árvore da pataca, bolsa-de-pastor, dilêniaou flor-de-abril (Dillenia indica) é uma árvore de caule reto e grande copa, da família das dileniáceas. Suas flores são axilares ou terminais, solitárias, de cor amarela ou alva, aromáticas. 

O fruto é uma cápsula globosa, pêndula, indeiscente, de pericarpo duro e fino, e circulada pelo cálice, que se torna carnoso. Contém numerosas sementes, envoltas em polpa gelatinosa. As sépalas podem ser comidas cruas, cozidas ou em geléias e sorvetes; os frutos entram na composição do cury e de doces. 

Fornece madeira de cerne compacto e resistente, própria para construção naval. O imperador Dom Pedro I esconderia moedas nos frutos das árvores da pataca dos jardins do Palácio de Verão para brincar que ali nascia dinheiro. Podem ser facilmente encontradas em São Paulo, no Parque do Ibirapuera ou em frente ao prédio de Engenharia Civil da Escola Politécnica da USP.

Sinonímia botânica: Dillenia speciosa Thunb., Dillenia elongata Miq., Dillenia indica f. elongata (Miq.) Miq
"É adequada para o plantio em parques, eventualmente, utilizada também, inadequadamente, na arborização de ruas. Destaca-se pelo efeito ornamental das folhas, flores e frutos. Os grandes frutos são usados para fins medicinais."

DILÊNIA INDICA

Artigo de: 

Ademar Menezes Junior


Em: http://www.oficinadeervas.com.br/detalhe.php?id_produto=37





A dilênia é uma árvore originária da Ásia Tropical, mais especificamente da Índia. Também

conhecida como flor-de-abril, árvore-do-dinheiro ou como maçã-de-elefante (elephant apple).

O nome árvore-do-dinheiro vem do hábito antigo dos comerciantes colocarem moedas em

baixo das escamas de seus frutos, ao invés de deixarem expostas no balcão ou sobre a mesa.

Árvore que provavelmente foi trazida ao Brasil a pedido de D. João VI, se aclimatou muito 

bem em nosso território, sendo empregada como árvore ornamental.



A dilênia é uma árvore que pode chegar até oito metros de altura, de copa piramidal, com 

tronco de coloração pardo claro, de extrema beleza. Suas folhas medem cerca de 25 a 30 cm, são

de coloração verde claro, com nervuras bem delimitadas, sendo que o limbo foliar se

assemelha a uma saia plissada. 



Suas flores são brancas, solitárias, parecem com as flores da magnólia. Os frutos podem chegar

a 20 cm de diâmetro e são formados por escamas que vão se imbricando. Estas escamas são 

grandes, espessas, bastante resistentes e fibrosas.


florescimento ocorre a partir de janeiro e pode ir até outubro e a frutificação ocorre de abril 

 a agosto. A dilênia se torna muito bonita pois ao mesmo tempo encontram-se flores e frutos de

 todos os tamanhos, variando do verde claro ao amarelo dourado. 


Quando plantada em vias públicas pode se tornar problemática e até mesmo perigosa, pois a

quantidade de frutos produzido é muito grande, podendo cair em cima de carros e até mesmo 

de pessoas que estejam passando sob sua copa.



Na Índia costumam plantá-la nos quintais, pois é de extrema utilidade. As folhas são usadas

como lixas para polir madeira, além de outros utensílios como pratos e copos. A madeira é 

muito resistente, sendo empregada na fabricação de rodas hidráulicas, obras de carpintaria e 

na industria naval, além de ser usada como lenha. 



Os frutos verdes são cozidos e empregados no preparo de picles. Os gomos isolados produzem 

um suco muito aromático, ácido e agradável para alguns e são utilizados como tempero e até 

mesmo no preparo de refrigerantes. 



É comum em algumas regiões prepararem um xarope para angina. No Panamá, o fruto maduro 

é comido cru ou cozido, além de ser utilizado no preparo de doces.



A sua ação terapêutica ainda está sendo estudada, mas alguns dados já são conhecidos.

Popularmente é preparado uma tintura de seus frutos maduros para dores musculares e 

articulares. As pessoas idosas costumam aplicar externamente em várias aplicações diárias.

Mas possui uma ação incrivelmente rápida em inflamações e até mesmo analgésica se utilizada

internamente. 


Existem alguns estudos mostrando que, para o tratamento de artrose, tem se mostrado um 

excelente coadjuvante. Como todos sabem, as articulações são pouco irrigadas e

existe certa dificuldade do medicamento chegar até ao local para poder agir. Mas com a 

dilênia, ainda não se sabe bem como, a sua ação é muito rápida, amenizando a dor em poucas

horas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário