quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A MARANTA E SEUS MISTÉRIOS

http://terradeflores.blogspot.com.br/2010/03/transplantacao-maranta.html

http://www.floresefolhagens.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Tipos-de-Calateias-1-36.jpg

A natureza usa todos os mecanismos possíveis para preservar suas criaturas. Um dos fenômenos mais curiosos ocorre com a maranta, planta brasileira descoberta em 1875 e dedicada ao botânico Bartolomeo Maranti,  botânico veneziano do século XVI, 

Esta planta possui um sistema de células que se deslocam no ponto de junção do pecíolo e da folha, para orientar a lâmina foliar de modo a receber o máximo de luz. Assim, durante o dia as folhas da maranta ficam dispostas horizontalmente, ao contrário do período da noite, quando elas se levantam e se fecham.


Algo parecido ocorre como o girassol cujas inflorescências estão sempre voltadas para a luz solar.

Vejam só, isso não deveria ser causa de espanto ou admiração... Durante sua evolução cada ser vivo procura a melhor forma de tirar o máximo que podem para estar sempre melhorando seu modo de desempenhar suas funções, com vistas à sua preservação e evolução.

É um gênero que apresenta aproximadamente 30 espécies herbáceas e perenes distribuidas por todos os habitats úmidos das regiões tropicais.

São plantas que podem alcançar até 50 cm de altura, de folhagem vistosa, com folhas grandes, oblongas, variegadas, manchadas segundo a espécie e variedade em tons verdes, vermelhos ou creme, de textura aterciopelada e brilhante, com nervuras muito evidenciadas. Possuem raizes tuberosas.
Tem fase foliares de cor diferente, peciolo longo, flores assimétricas aos pares (reflexo espelho), dísticas. O fruto apresenta sementes com arilo.

Classificação:
Reino:Plantae
Divisão:Magnoliophyta
Classe:Liliopsida
Ordem:Zingiberales
Família:Marantaceae
Género:Maranta


Maranta arundinacea

CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=52000
Maranta arundinacea

araruta (Maranta arundinacea), espécie do gênero Maranta, é uma erva cuja raiz tem fécula branca que é alimentícia. Também é conhecida como agutiguepeararuta-caixultaararuta-comumararuta-especialararuta-giganteararuta-palmeiraararuta-raiz-redondaararuta-ramosaembiri e agutingue-pé.

Segundo a sabedoria popular, a araruta tem vários usos medicinais, mas é na culinária que o uso desta planta se destaca, recomendada para pessoas com restrições alimentares ao glúten (doença celíaca). Considerada como um alimento de fácil digestão, a fécula da araruta é usada no preparo de mingaus, bolos e biscoitos. 

Por esta característica, é indicada para idosos, crianças pequenas e pessoas com debilidade física ou doentes em recuperação. Também pode se produzir papel com a araruta.

Encontra-se em processo de extinção devido ao fato de a indústria alimentícia ter substituído o polvilho de araruta pelo de mandioca ou pela farinha de trigo ou milho, prejudicando, assim, o cultivo daquela planta. 

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e Agrobiologia tem feito um trabalho de resgate da araruta em sua Fazendinha Agroecológica Km 47, onde as variedades são cultivadas organicamente.


Fonte: wikipédia

2 comentários:

  1. Linda e com lindas cores.
    obrigada por compartilhar
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Você, sempre atenciosa e delicada, obrigada sempre. Um abraço.

    ResponderExcluir